Suzana Nunes
A beleza está nos olhos de quem lê.
Capa Textos
Textos
APENAS UM SER HUMANO
APENAS UM SER HUMANO
Preconceito é julgar e rotular alguém ser ter conhecimento para isso. Julgamos e condenamos sem conhecer. Se conhecêssemos, veríamos que os problemas dos outros não são muito diferentes dos nossos.
Acostumamo-nos a julgar os outros mas esperamos que compreendam e tenham paciência com as nossas fraquezas.
Todos os dias vemos pessoas que, ao serem atingidas pelo sofrimento, pelo preconceito ou pelo racismo, dedicam o resto da vida a combater a dor das outras pessoas. Abrem fundações e ONGs para ajudar a outros que compartilham da mesma dor. Por que só conseguimos enxergar o sofrimento do outro quando dói em nós mesmos?
Machucamos e ofendemos o outro, mas não admitimos que ninguém ofenda ou menospreze a nós ou àqueles que amamos. Para nós queremos paciência e compreensão. Para os outros damos rótulos. E nos esquecemos de que somos todos humanos. Porém a dor, a enfermidade, o vício, a deficiência e a diferença não batem apenas na porta do vizinho. Basta estar no mundo para estar sujeito ao sofrimento. Todos estamos sujeitos, ninguém está à salvo. Hoje, sua vida parece no lugar, tudo vai bem. No minuto seguinte, todas as suas certezas são jogadas ao vento. E quando isso acontece, tudo que você deseja é que as pessoas sejam compreensivas com a sua diferença, porque você é apenas um ser humano.
Se a pessoa que você ama é negra, que ninguém a ofenda.
Se seu filho é homossexual, que ninguém o despreze.
Se seu irmão está acima do peso, que ninguém coloque nele apelidos maldosos.
Se tem algum parente deficiente, torce para que ele seja aceito.
Mas nossas necessidades de amor, aceitação e respeito não são diferentes das do nosso vizinho, do nosso colega de turma.
Para cada pessoa que sofre com a diferença existe alguém, talvez uma mãe, um irmão, um amigo torcendo para que a sociedade seja maior que o preconceito. No final das contas, quando agimos com preconceito estamos ajudando a afundar o barco no qual nós mesmos estamos, e do qual precisamos pra sobreviver. A sociedade fica mais fraca, e nós mesmos é que sofremos, mesmo quando pensamos que o problema não é nosso. Porque a verdade é que todos nós temos deficiências, problemas e diferenças, porque somos todos humanos – apenas humanos.
Suzana Nunes
Suzana Nunes
Enviado por Suzana Nunes em 21/03/2012
Comentários